Candidate-se!

Candidate-se e enfrente a injusta propaganda eleitoral e o fundo partidário premiando os que já estão eleitos. Candidate-se para sentir na pele a indignação de ver os figurões usando da máquina pública para ganhar prestígio pessoal e sair na frente na disputa eleitoral. Candidate-se para ouvir “eu até prefiro você, mas se o fulano perder, eu perco meu emprego”.

Candidate-se para preocupar-se mais com as contas da campanha a serem prestadas honestamente do que com os inúmeros voluntários que estão pedindo voto por você, porque a lei eleitoral é extremamente exigente e pune somente os que querem ser transparentes. Candidate-se e ouça “o que eu vou ganhar em troca?”. Experimente desejar apontar o dedo na cara do eleitor e chamá-lo de corrupto, enquanto você abstrai da ignorância alheia dizendo-lhe apenas que o correto a ser feito é o bem para todos e não para particulares, que assim será melhor para ele também.

Candidate-se para conhecer bajuladores contando vantagens. Eles querem “trabalhar para você” e, naturalmente, dizem ter inúmeros votos garantidos. Cobram caro por isso, é claro. Mas o objetivo principal é para que você vencendo, eles dizerem que estavam com você desde o início, te ajudaram a te eleger, por isso merecem recompensa. Candidate-se a um cargo público e permaneça confiante dos seus propósitos e dos motivos que te levaram a estar ali, diante dos inescrupulosos tentando te comprar para defender seus privilégios. Candidate-se e ouça muitas críticas. Sobre sua roupa e cabelo, que não tem nada a ver com sua capacidade de fazer o que é certo, por exemplo.

Candidate-se para permanecer motivada diante de inúmeras pessoas dizendo que não confiam mais em político, que vão anular o voto, que político é tudo ladrão, enquanto você está vestida com a preguinha que tem sua foto e seu número. Candidate-se e tenha a experiência de ver apoiadores seus, que pensam como você e que desejam a mudança que você representa na política, não fazendo o menor esforço para divulgá-la. Eles até votam em você, confiantes na sua capacidade e no seu caráter, mas eles simplesmente não querem se envolver com política.

Candidate-se! Porque quando você perder uma eleição verá que seu antigo comportamento de eleitor resmungão e omisso presente em muitos eleitores seus foi o que contribuiu para reeleger aqueles mesmos que você não gostava, e que, dessa vez, ganharam de você. Lembre-se que, ainda por cima, os seus próprios votos os ajudaram no coeficiente eleitoral. Respire fundo e candidate-se assim mesmo.

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...